About Me

21 maio 2019

#Carta para um futuro distante.

| |

Essa postagem faz parte de um projeto de blogagem coletiva promovido pela BlogaWeb, a rede social dos blogueiros e blogueiras. O tema do mês de Maio é: "A criança que eu era me orgulharia do adulto que me tornei hoje?"

Querida Gabriela,

 Você gosta de ser chamada de querida hoje em dia? Já deixou a aversão pelo seu nome e o amor por ser chamada de Gabi? Ou hoje em dia tem algum outro apelido que te chama a atenção? Seus amigos ainda são os mesmos ou já não se lembra mais daqueles que fizeram parte da sua vida? Ainda se lembra de mim, não é? De quem eu sou? De quem eu era? E do que fizemos esse tempo todo? Bom...Vamos falar sobre o que eu tenho percebido...

Você aprendeu. Você aprendeu muito desde que era só uma criança como eu. Passou pelo fundamental, pelo ensino médio e completou uma faculdade. Você cresceu. Mas aprender realmente te tornou uma pessoa melhor? Você aprendeu o que era o “ser” e o “não ser”, aprendeu a deixar as coisas te mudarem, as pessoas te rotularem. Você aprendeu o que é um “rótulo”. Se lembra de quando te chamavam de “Verme” na escola? Ou de “Gabruxela”? Você chorava, mas nunca deixou que esses rótulos dissessem quem você era. Porque você sabia o que você era, você tinha confiança em você. E agora... Agora é você quem usa desses rótulos para se ferir. Para me ferir. Não estou feliz com isso, não estou feliz sabendo que “sou gorda” ou que “sou feia”, porque isso nunca me incomodou. Saber demais realmente te transformou em uma pessoa melhor? Ou te privou do que nós duas sabíamos que éramos antes de deixar o mundo nos contaminar como nosso saber?

Você conheceu um mundo novo, pessoas novas e se privou do que conhecia antes, se privou do mundo real, se privou do existir. Se lembra de quando éramos crianças? Na primeira série quando beijamos um garoto? Você tinha coragem. Todos podiam dizer o que quisessem de você, mas você tinha coragem. Era você mesma, independente do que os outros diziam. Porque não importavam as outras pessoas. O que queríamos era importante e você gostava disso. Gostava de ter sua voz. Gostava de tomar suas próprias decisões. E agora? O que está fazendo? Deixando as pessoas tomarem as decisões por você? Não tendo uma voz? O que esse mundo que você conheceu fez com você? Foi tão bom se privar de quem era para agradar aos outros?

Você está atingindo nossos objetivos. Mas a que custo? Está tão focada em seu profissional e no seu trabalho que esquece o mais importante da vida... Sua família. Você já não tem mais tempo para eles. Não tem mais paciência para eles. O que vai acontecer com a gente? Porque eu tenho medo de quando acabarmos sozinhas. Porque tenho medo de que nós duas podemos não dar conta mais... Você não acha que está na hora de pisar no freio? De esperar? E de se acalmar? O futuro não está pisando em você e você não tem vivido o presente. De maneira nenhuma.


Não estou decepcionada com você, mas espero que você comece a tomar as rédeas da situação e da nossa vida, porque talvez... Só talvez. Você vá estar sozinha antes de chegar a hora final, porque já vai ter afastado todo mundo. Então sorria mais, ame mais, cante mais, tenha mais paciência. E deixe os velhos hábitos para trás. Saia da frente do computador, saia da frente da televisão e vá conhecer pessoas, porque você merece ser feliz, eu acredito nisso. Você também pode acreditar. Só precisa ter coragem e força para realizar. Esqueça os rótulos. Você não é feia, também não é gorda, não diga isso nem de brincadeira. Diga a todos, com um sorriso no rosto, que você é a pessoa mais bonita desse mundo. Porque é verdade. E eu acredito nisso. Eu acredito em você e você pode acreditar também. Vai tomar um sorvete, limpa essas lágrimas do rosto, adulta, e vá ser feliz.

Com todo amor do mundo,
Gabi.


Confira também os textos dos outros participantes:
Essa blogagem coletiva foi organizada por meio da BlogaWeb - A rede social dos blogueiros e blogueiras.

10 comentários:

  1. Amei o texto em forma de carta! Muito criativo!

    ResponderExcluir
  2. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Que carta bonitinha! <3
    Que criança tão doce! AMEEEEI <3
    Dá vontade de a abraçar tanto <3
    Beijokitaz





    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
  3. Seu texto é incrível.

    As pessoas fazem muitas maldades com a gente na infância, mas quando o tempo passa, essas pessoas vão embora e quem passa a ser cruel com nós mesmos é a gente.

    Também acredito que você possa ser feliz. Seja mais compreensiva com você mesma.

    Parabéns!


    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  4. Oiii
    Seu texto foi bem profundo...
    Parabéns

    ResponderExcluir
  5. Que interessante esse formato de carta! Apesar das cicatrizes que ficam por tudo o que você passou, veja como aprendizado e não se culpe pela crueldade das outras pessoas. Você é incrível. Siga o conselho da pequena Gabi e se olhe com mais amor. Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Que bacana a ideia do seu texto, ficou ótima e siga em frente. Tome as rédeas da situação e seja feliz.

    ResponderExcluir
  7. Bem interessante sua abordagem em forma de carta para si mesma.. muito legal.

    ResponderExcluir
  8. Adorei sua postagem de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Dicas Online

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

    Beijos ��.

    Meu Blog: Blog de Unhas Decoradas

    ResponderExcluir
  10. Nossa que artigo fantástico, por isso que estou quase todos os dias visitando e lendo seus artigos. Porque sempre tem conteúdos interessantes e de qualidade.

    Beijos ❤️ !!

    Meu Blog: Loterias

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo! Não é preciso logar, mas se quiser deixe seu link que vou adorar retribuir o carinho. Só não vale ofender ou fazer spam, okay? Ah e se quiser receber acompanhar a resposta é só clicar na caixinha de "notifique-me" aí do lado.
Obrigada pela visita e volte logo!